4.12.10

I love you too

   E ao ver aquele livro eu simplesmente não pude suportar a excitação, a agitação. O livro que eu havia procurado por quatro anos a fio, sem sucesso, e ela, em menos de um mês, ela o encontrou e o deu pra mim. E aquela dedicatória, falando sobre sentimentos, sobre a certeza que ela tem de se sentir bem quando eu estou por perto, aquilo obviamente te leva para outra dimensão.
   Por que se a pessoa de quem você gosta, gosta de ficar com você tudo parece fazer mais sentido. E o primeiro abraço que eu dei nela naquele dia foi o mais verdadeiro de todos, não que os outros tenham sido falsos, não, nunca mas, nele eu pude expressar um pouco mais do meu carinho. Se ela não entendeu, não importa, eu sei o que eu fiz e sei o que eu sinto.
    E aquela tarde foi perfeita como tantas outras tem sido perto dela e é dificil pensar que nada mais importa quando estou com ela ,mas meus atos, meus pensamentos me mostram outra coisa. Eu não consigo pensar em nada além quando ela está ao meu lado.
    Então chegou o momento de nos separarmos, brincamos, nos declaramos um pouco e ela me disse para olhar a última página do livro, página qual, eu já havia olhado. O que ela podia ter escondido lá? Ela me disse para olhar, nunca comentar e nem citar sobre, depois ela mudou e disse que eu podia comentar em cinco palavras.
    Chegando em casa eu peguei aquele livro como quem pega um tesouro, por que na realidade é meu tesouro, um dos mais preciosos. E então eu vi o que era, e estranhamente não me pareceu novo, obviamente que sabendo que vinha dela tinha outro sabor, mas sendo algo que já venho tentando dizer há algum tempo, soou intimo.
    Não havia dito antes por medo, medo de que não estivessemos prontas, ou de que ela não estivesse pronta para mim. Com essa declaração vem muitas coisas, coisas grandes, pequenas e inúteis como a mania ridicula de querer agradar.
     Pode ter sido um pouco de infantilidade não ter dito antes mas é necessário um terreno seguro para que eu de um passo.
     Bom, não tome como algo tão grandioso mas, em seis palavras, pois cinco não são suficientes, I think I love you too.
    E espero ansiosamente pelo dia no qual gritarei para quem quiser ouvir outras seis palavras, sendo somente uma diferente. Espero pelo dia que possa falar com uma certeza infalivel coisas que hoje são abstratas.
   Eu vou chegar, olhar em seus olhos e, antes mesmo de dizer qualquer coisa eu falarei:
            "EU SEI QUE EU TE AMO"
    Ela sorrirá, aquele sorriso que é só meu, me abraçará e seguiremos......